Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Stylista

Domingos.


Um domingo perfeito não tem horários nem mesmo para refeições; é um dia de preguiça em família que idealmente começa com um brunch ENORME, passa por uma pilha de revistas na praia ou no sofá e acaba com um bom filme e pizza.

É o melhor programa do mundo. 

Desta vez começou ao sol, com um brunch-banquete
 de-li-ci-o-so no Hotel Real Villa Itália em Cascais.


Já repararam que me fartei e cortei uns bons dois palmos de cabelo?

O problema para já está resolvido; mais à frente quem sabe me atire para 
um corte com mais graça!



Mudança de visual!


Começo esta semana com a apresentação OFICIAL da nova imagem do STYLISTA,
desenvolvida pela WeBlogYou!

As imagens são ligeiramente maiores, o layout mais clean e a pesquisa de conteúdos 
está dividida pelos temas: style, design e lifestyle.

Estava a fazer muita falta este refresh e eu não podia estar mais
contente com o resultado!

OH MY DEER!

O Afonso e a Nikita têm um atelier onde criam peças de decoração e artes plásticas com - entre outros materiais - hastes de veado. As peças são completamente animal friendly; os veados são criados pelos próprios, as hastes recolhidas durante o processo de desmogue e as cabeças retiradas dos animais que morrem por velhice. 


Cada peça é única, exclusiva e de design 100% português.


Eu estou FASCINADA com estes skates-com-hastes (hang on's) 
- quero um na parede da minha sala AGORA! - 
e com os castiçais (?) modernissímos. 


Para visitar o atelier é só fazer marcação (contactos no site); eu entretanto aproveito para desvendar duas peças NOVIDADE que me estão a deixar cheia de coceira consumista urgente (o 1º hang on e o flaming stem azul com velas encarnadas). 

Valores para suportes de colares e velas: entre 80 a 150€
Peças com cabeças: 600€ aprox.
Hang on (skates): 300-400€

Vejam mais aqui!



ACTIVISMO PASSIVO


Dizem que é uma tendência crescente esta corrente do consumo sustentável (e mais humano); que preferimos comprar marcas amigas do ambiente, amigas dos animais, amigas das leis de trabalho, amigas dos desfavorecidos. 

Ser verde é um novo estatuto procurado pelo consumidor - e bem capitalizado pelas marcas - é fazer boa figura perante os outros e nós mesmos; é uma obrigação moral, é uma afirmação contemporânea quase mandatória.


Queremos o produto amigo mas se cumprir também requisitos de aparência, de experiência, de inovação, de originalidade, de novidade, de história, de pertinência, de propósito, de funcionalidade.

O estatuto é altruísta mas o princípio nem sempre.

Começamos por procurar objectos ou serviços com uma dimensão mais complexa e na nossa escada rolante de exigência, passamos a querer que todos esses elementos sejam dados adquiridos. Não vamos procurar um produto amigo, vamos passar a EXIGIR um mercado mundial amigo. 

Começamos na tendência e acabamos por obrigar quem manda - por via do consumo, da economia - a criar leis que regulem o processo todo, desde a extracção à produção, passando por muita investigação e inovação.

Penso nesta proliferação de produtos amigos - tenho à minha frente a revista evasões deste mês com o tema da sustentabilidade, a carteira pinko for ethiopia, a campanha conscious collection da H&M, o café EARTH - e não deixo de pensar que além de um activismo passivo associado a estas compras - segue paradoxo - está também implícita uma tentativa de reduzir a 'pegada consumista' através do próprio consumo.


Uma tentativa de equilibrar o sistema - com uma contribuição microscópica - atenuando simultâneamente a culpabilidade do consumo frequente .

Enfim, ainda não estamos a salvar o planeta mas estamos a caminhar numa excelente direcção, independentemente do grau de envolvência e da estrada escolhida para o fazer.

Fungágá da Bicharada

Foi este sábado a 1ª festa do M!



Pedimos, implorámos, metemos cunhas e usámos todos os nossos contactos junto de S. Pedro para que não chovesse furiosamente; torcemos freneticamente e lá conseguimos o que queríamos - um dia de sonho para rebolar na relva com crianças, chás e scones quentes, açúcar azul com fartura e um ou outro copo pelo meio ;)

Foi a minha super estreia nestes assuntos! Além de não ter quaisquer noções mínimas sobre entretenimento infantil - para os miúdos que estão VERDADEIRAMENTE a aproveitar a festa - também confesso que nunca tinha visto um cake pop nem bolinhos chamados chiffon (tecido que adoro para noivas?!)


É nestas alturas que é TUDO (para pessoas como eu) deixar entrar em cena quem sabe. A Pó d'Arroz desenvolveu o o briefing que lhes passei em nome do meu 'cliente' - tema: a bicharada liderada pela girafa - e SUPEROU largamente as minhas expectativas - assim como a de todos os convidados!



A cada passo que dava estava a descobrir um pormenor novo - digno de boards de Pinterest - bolhas de sabão a dançar pelo ar com balões azuis e brancos, pratos e talheres com a data do evento, um cenário para fotos, um baby lounge, uma zona de pintura, chapéus para os pais e o festejado, limonada, doces caseiros, frascos cheios de marshmallows e presentes amorosos para os mini convidados!

A meu pedido, a Pó d'Arroz colaborou com a Have Some Sugar - vejam este site e fiquem de boca aberta com a arte da Margarida - que criou os tais cake pops, os cup cakes (já nem sei se estou a dizer tudo bem!), as bolachinhas giveaway com nome MANEL e claro, O BOLO!




No meio deste cenário também havia uma mesa para crescidos - cortesia da minha mãe que conseguiu fazer uma montanha de bolos em 2 dias! - e equipa de 'reportagem' sugerida pela Pó d'Arroz para nos concentrarmos única e exclusivamente na pequenada.

Foi um desafio e um prazer para todos, este arranque de festejos na vida do M - espero que o 1º de MUITOS! - e a grande questão agora é:

... e superar isto?

FRUTOS SILVESTRES

Nos últimos dias a fórmula diária tem passado pelos extremos;
os quentes e os frios,
os leves e os pesados,
o inverno e a primavera.

As estações diluem-se e vale qualquer coisa desde que seja
divertido este processo de construção ;)


Gorro Zara inverno
Camisola Zara Home inverno
Cachecol Mango antigo
Botins Bimba y Lola antigos
Calças Zara antigas
Carteira Zara
Óculos Bimba y Lola
Skinny rings STYLISTA X HLC

As fotografias são da Graziela Costa e
podem ver mais trabalho aqui!

& OTHER STORIES


Começou há meses o buzz com a & Other Stories - a irmã mais nova da H&M e da COS - uma nova marca de roupa muito conceptual que foi aparecendo com vídeos-mistério a puxar para a arte contemporânea e que - como se quer hoje em dia - além de representar lifestyle, conta histórias

& Other Stories existe para ajudar a criar a história (visual) de cada mulher. São peças a preços acessíveis com bons cortes e materiais (dizem eles, ainda não mexi em peça nenhuma) que ambicionam - tatatatatam tam! - durar uma vida inteira.


Ora cá está um conceito 'novo'. 

Queremos para a vida inteira umas sandálias inspiradas 
em Alexander Wang desta estação?

Discutível.


Não há temas por colecções; há histórias de processos criativos e parcerias, juntamente com uma postura transparente que partilha estas narrativas connosco.

Pensei que ia ser mais cara - e com ainda melhores cortes e materiais - do que a COS, mas parece afinal uma linha intermédia, entre a descontracção e o preço da H&M e a ultra sofisticação e minimalismo da COS. A loja online inaugurou ontem e não vende para Portugal por enquanto. 


É pena, porque algumas coisas já me deram grandes piscadelas de olhos.

INSPIRAÇÃO FALL 13


É perfeitamente possível trazermos um cheirinho de Isabel Marant 
do futuro para o aqui e agora.

Casaco, top, saia e botins: Zara SS13


Como se faz isto de andar de pernoca ao léu neste frio não sei,
sei que fica o máximo e que há quem consiga na maior
em países com temperaturas bastante mais baixas.


Não me atrevo mas adorava!