Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Stylista

finalmente

 

Não sou muito de 'it' bags mas fico fascinada com coisas como construção, harmonia de cores, acabamentos, materiais nobres e modelagem. Há pessoas que quase se emocionam com arte, arquitectura ou design, eu (além disso) fico maravilhada com a boa construção numa peça de roupa ou num acessório (há malucos para tudo). 

 

Quando vi pela primeira vez estas carteiras Mansur Gavriel quis logo ter uma - por todas as razões acima mencionadas e porque tenho alguma queda para bucket bags; tive duas da Zara que usei até fazer buraco. O problema - o grande problema - foi não ter sido a única a achar isso. Estas carteiras super simples, com uma pele excelente e um trabalho de construção exímio tornaram-se o acessório mais desejado do mundo num piscar de olhos!

 

Ando há dois anos na caça - dois anos!! - quando fui a Nova Iorque procurei-as e estavam esgotadas em todo o lado, tentei o net-a-porter uma série de vezes para já só apanhar a legenda 'sold out' antes sequer de as ver 'on sale' e depois comecei a estar atenta às vendas online no site da marca. De vez em quando a marca diz que vai fazer re-stock no dia x às horas y. Uma meia hora antes o site fica 'em manutenção' e à hora certa começa a corrida! Mulheres em todos os cantos do mundo estão agarradas ao computador, de cartão de crédito à mão e a carregar furiosamente no refresh até o site abrir. 

 

Na Primavera tentei a minha sorte, entrei no segundo zero e quando cheguei à 'minha' mini mini, já estava sold out! É de loucos! Uma espécie de colaboração H&M com Black Friday e abertura de Saldos, ou pior! A venda de Outubro já me passou despercebida e em Dezembro lá voltei a tentar - e consegui. (e os saltos que dei no sofá quando consegui?! uma verdadeira dança de conquista!)

 

O argumento razoável: alinhar no hoopla que há por trás de alguns produtos de consumo (cujo conceito de oportunidade nem sempre é real) não faz sentido nenhum. O meu argumento: é divertido! Achei mesmo divertido ir à venda da H&M e achei mesmo divertida esta caça online à MG. Não me endividei, não perdi a cabeça - na H&M acabei por ficar só com uma t-shirt preta - não perdi horas de sono, não fui atropelada, não descabelei ninguém. Às vezes - só às vezes - há uma adrenalina boa no ar que pode ser divertida; depois da animação pode sempre sair-se de cena 1) feliz com o que se comprou, 2) na dúvida mas com a segurança de que se pode sempre devolver tudo e 3) sem nada. 

 

Neste caso fiquei mesmo feliz com a compra. Cada vez gosto mais desta marca e do percurso consistente que tem feito, que já não se centra só nas famosas (ou infames) bucket bags. Sinto que - ao contrário de algumas carteiras de marca que tenho ou já tive - esta vai MESMO durar uma série de anos; não é um flop que vive só do logotipo.

 

Vejam lá aqui se não é tudo lindo,

de uma simplicidade e um bom gosto

fora de série? 

 

A que vos mostro é esta.

 

 

#happygirlhappybag

 

 

Instagram @stylista_mg