Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Stylista

fim-de-semana

 

 

Bom dia!

 

 

De volta de um fim-de-semana com sabor a Verão! Tão bom :) Por um lado parece que o Verão foi há séculos, por outro, reviver esta rotina - mesma praia, mesmo pequeno almoço no mesmo sítio, a família toda junta, o sábado à noite com o grupo local - fez parecer que foi ontem que lá estivemos, e soube muito bem!

 

Desculpem ter desaparecido a meio da semana sem dizer mais nada; quem me segue no Instagram viu que estive na apresentação da linha Aura Botanica Kérastase - linha de que vos vou falar nos próximos dias - e, bom... a falta de wi-fi e o excesso de boa vida foram demasiado tentadores e convidativos, o que fez com que todos os conteúdos planeados ficassem on hold para esta semana.

 

Desejo-vos uma óptima semana - de férias ou trabalho - deste lado vou estar a trabalhar a todo o gás (para compensar a pausa!) e vou continuar com as minhas propostas muito festivas para esta wedding season :)

 

 

 

 

Até já!

 

 

 

Instagram @stylista_mg

 

 

 

Spring has sprung!

 

 

Arranca o tema 'casamentos'!

(no embalo destes dias de sol ma-ra-vi-lho-sos!)

 

 

Como vos disse, este Post é mais dirigido às noivas mas - como não tenciono vestir-me de noiva mais nenhuma vez! - resolvi usar um macaco de sarja feito por medida pela Iza Van de quem vos falei no Post de ontem. A sarja não é o material ideal para um casamento - nem a cor branco - mas eu aproveitei a desculpa desta temática de casamentos, para mandar fazer este macaco para o Verão. Como podem ver o fitting é perfeito - a Iza começa por avaliar o nosso corpo, depois o nosso estilo e só depois é que começa a cortar e costurar - e o corte tem tudo a ver comigo. Quem quiser fazer uma peça por medida - um vestido de noiva ou outro qualquer - tem mesmo que passar por este atelier. 

 

Levem as vossas ideias e preparem-se para ouvir um 'não' se a Iza achar que a vossa imagem de inspiração não tem nada a ver com o vosso corpo; ela vê as coisas com mais clareza do que nós e, no fim do dia, só quer é que nós vamos no nosso melhor!

 

Trabalhámos juntas durante muito anos e posso dizer-vos que é uma pessoa muito competente, perfeccionista, dedicada (fez muitas noitadas por mim e pelas minhas clientes, sempre cheia de garra) que só pára quando a cliente estiver 200% satisfeita! (é também uma grande amiga de todas as clientes - quem lá for vai sentir)

 

 

Outro talento fantástico - também com uma garra do outro Mundo - é o da Graça O'Neill que trabalha flores como ninguém! Se querem bom gosto (despretencioso) e poder confiar o trabalho a quem sabe, não deixem de falar com a Graça. No meu casamento usei toalhas e loiça branca, e o resto... foi magia Graça O'Neill! A atmosfera cheia de flores, de aromas, de cores, de pormenores, de detalhes especiais e de centros de mesa deliciosos.

 

O bouquet, as coroas delicadas das miúdas, os jarrinhos nas mesas, os jarrões de flores nas zonas de estar e nas mesas de sobremesas, as flores nas lapelas dos homens e até a decoração do jardim da cerimónia: foi tudo autoria Graça O'Neill. Não tive que me preocupar, não tive que acompanhar o trabalho, não precisei de pedir testes. Confiei, e o resultado superou as expectativas! (fosse sempre assim em todo o lado)

 

 

Vejam o meu casamento aqui onde vão poder rever o trabalho

destas duas grandes senhoras :)

 

 

 

Espero que estas sugestões ajudem quem está agora a planear um casamento, e que os resultados sejam incríveis! Se tiverem alguma dúvida perguntem; se eu não conseguir ajudar talvez outras seguidoras o consigam fazer. É sempre positivo abrirmos a conversa e trocarmos experiências. Quem tem outros contactos 'de ouro' por favor partilhe, e todas as dicas úteis - de modus operandi - também são super bem-vindas!

 

 

Bring it on!

 

 

 

 

 

confecção por medida Iza Van (iza_creative@hotmail.com)

coroa de flores Graça O'Neill (gsoneill@sapo.pt)

mules Zara • champanhe pink! (rosé imperial) Moet & Chandon

 

 

Make Up Perfumes & CompanhiaHair by Kérastase

Fotografia Gonçalo M Catarino

 

 

 

 

 

 

Não vos vou confundir mais, mas esta semana dou também a ficha técnica dos produtos usados na maquilhagem e cabelos; ordem e modo de aplicação :) Serve para tirarem dicas para todas as festas!

 

 

 

 

 

Instagram @stylista_mg

 

 

 

 

shopping

 

 

 

It's wedding season!

 

 

 

Começa a época dos casamentos e eu vou deixar-vos por aqui alguns looks e propostas de shopping para (espero eu!) vos facilitar a vida e poupar horas às voltas em sites e lojas.

 

 

Quem, como eu, gostar de uma boa caça, pode procurar propostas - mais ou menos acessíveis - nas seguintes lojas: Massimo Dutti, Uterque, Intropia, Juu, NUDE, Espace Cannelle, Fashion Clinic e na nova linha Conscious da H&M que vai ser lançada no dia 20 de Abril e está cheia de propostas de festa!

 

Quem tiver uma ideia em mente e quiser fazer um vestido por medida pode faze-lo com a Iza Van (com atelier na Parede / linha de Cascais) que fica muito bem servida! Deixo-vos o número dela: 918 696 806 que é o modo mais rápido e fácil de a apanhar. Foi com a Iza que fiz o meu vestido de noiva, os vestidos para as crianças (no meu casamento), de muitas convidadas e de muitas noivas ao longo de 7 anos.

 

 

 

Aqui fica a primeira proposta de Shopping. Espero que gostem :)

 

 

 

vestido Massimo Dutti • sandálias e carteira Intropia

brincos Uterque

 

 

 

 

 

 

fim-de-semana

 

Bom dia!

 

 

Que fim-de-semana de sol delicioso! Parece que os dias de chuva e frio estão finalmente para trás (será? será? será?) e que vem aí mais uma semana de tempo bom. Espero que tenham aproveitado estes dois dias da melhor forma, que já tenham ido recuperar algumas roupas mais leves, e que tenham uma excelente semana - cheia de alegria primaveril :)

 

É neste mês de Abril (já esta semana!) que arranco oficialmente com a temática casamentos - ideias para convidadas e para noivas - por isso fiquem desse lado e esperem MUITAS FLORES, cor e frescura.

 

 

 

Boa semana!

 

 

 

 

pizzeria Zero Zero • Caça aos Ovos Leitão & Irmão (Casino Estoril)

 

 

 

 

Oi Baixinhas!

 

 

 

 

( este título faz-me lembrar a Xuxa - cantora brasileira - nos anos 80!

Lembram-se?! Eu era fã!)

 

 

 

 

 

Cá estou com o Post 

dedicado às baixinhas!

 

 

 

 

 

Baixinhas (ou todas as mulheres!), vou-vos dar algumas dicas que vos podem dar uma ilusão visual de altura - ou de figura mais alongada - mas não se prendam nesta conversa; pensem no super estilo de figuras como as gémeas Olsen e a Miroslava Duma, em que a estatura delas nunca as impediu de usarem o que queriam. O que interessa é conforto e atitude; o resto é são regras que servem apenas para nos simplificar a vida e tornar tudo isto - de vestir rápido e bem de manhã - mais fácil. 

 

Dito isto, vamos lá!

 

Quem quer parecer mais alta deve pensar, no momento em que se está a vestir, que tem que tentar encontrar uma silhueta tubular. Noutras palavras, quando nos olhamos ao espelho a mancha de cor que cobre o nosso corpo tem que parecer um tubo (ao alto). Como é que podemos fazer isso?! Aqui vai:

 

 

  • Uma boa forma de parecer mais esguia é usar a mesma cor da cabeça aos pés (uma fórmula que adoro). Lembrem-se no entanto que, as cores mais escuras tornam a figura mais esguia e longa, as mais claras - como o branco ou bege - acrescentam volume. Para não se ficarem num look black total experimentem azul escuro, cinza carvão ou verde escuro (verde jaguar). Se não quiserem vestir a mesma cor da cabeça aos pés, usem escuro nas partes de baixo e tons luminosos na parte de cima (foquem a atenção no topo!).
  • As baixinhas não se devem tapar demasiado: mostrar um pouco de pele (ou muita!) é imprescindível - dentro dos limites do bom senso e da decência, claro! Mostrem um pouco de pele nos braços (mesmo que usem camisolas tentem que tenham uma manga a 3/4), mostrem um pouco de pele no pescoço e decote (sem exageros, claro! mas a sério, evitem golas altas) e se estiver calor, mostrem bem a pernoca :) Muita roupa a tapar cria uma mancha de cor pesada - e larga - que não contribui para este efeito 'tubo' que procuramos. 
  • Usem sempre - independentemente do vosso peso - roupa bem cortada e estruturada! Casacos cintados, blazers, mais femininos, calças com pinças, calças skinny, t-shirts ligeiramente cintadas, camisas cintadas, camisolas cintadas, etc. Cintado não quer dizer justo; quer dizer só que as roupas estão 'desenhadas' e têm uma forma marcada que dá um ar composto, estruturado, firme e arranjado. T-shirts muito largas, camisolões XXL ou calças jogging vão 'engolir-vos' :) Lembrem-se de ter sempre uma costura nos ombros - em todas as roupas que usam - no sítio certo. Não usem roupas grandes demais para o vosso tamanho.
  • Quando o que se pretende é um efeito tubular, está fora de questão usar volumes! Nada de saias rodadas, nada de calças largas, nada de culottes, nada de mangas exageradas, nada de folhos ou elementos decorativos volumétricos. O ideal é usar roupa a direito mas... não queremos parecer um tubo, por isso, toca a marcar bem a cintura! Queremos um resultado alongado mas feminino, e isso consegue-se com cortes estruturados e cinturas bem visíveis.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Calças e saias

As mulheres baixinhas ficam favorecidas com calças e saias de cintura média, em que, a t-shirt ou camisa é usada sempre por dentro. É uma excelente forma de marcar a cintura (numa linha média ou alta), de conferir um efeito longo e de ter sempre um ar arranjado. As saias querem-se curtas - para quem gostar - ou pelo menos, acima do joelho. Já as calças querem-se estreitas (afuniladas ou a direito) e compridas; se forem usadas com botins, estes devem ser da mesma cor e não se deve ver o tornozelo; botins e calças devem formar uma linha comprida que dá a ilusão de perna que nunca mais acaba. Para se conseguir esse efeito com saias, o ideal é usar sapatos da mesma cor das pernas; se as pernas estiverem nuas, os sapatos de cor nude são perfeitos!

 

T-shirts e Camisas

Evitem mangas muito largas, golas muito altas/fechadas/apertadas e roupa sem forma. Uma camisa com alguma estrutura (não tem que ser justinha) vai sempre favorecer mais.

 

Casacos e jaquetas

Sempre cintados e sempre curtos! Pela cintura, pela anca, ou no limite a 3/4. O corte deve ser simples, estruturado e esguio sem grandes elementos decorativos. Evitem lapelas muito largas ou cintos muito largos em cima dos casacos.

 

Acessórios

Os acessórios podem ser mais delicados - fios finos, brincos discretos - ou um pouco mais vistosos mas usados isoladamente, por exemplo: uns grandes brincos. De volta ao efeito tubular: se a ideia é criar a ilusão de tubo, não usem muitos acessórios 'laterais', ou seja, pulseiras vistosas nos braços. Usem em vez disso uns brincos - longos e compridos - ou um fio também longo e comprido.

 

Carteiras

Evitem carteiras muito grande ou usadas a tiracolo. Eu sou fã de carteiras pequeninas com alças finas que se possam pendurar apenas num ombro. Isso ou uma clutch para levar na mão.

 

Sapatos

Tentem que os sapatos sejam da mesma cor das calças, collants ou pernas, para um efeito 'perna comprida'. Se puderem, usem sempre um pouco de salto. Ajuda sempre! Nas sandálias as tiras devem ser fininhas e, quantas menos, melhor. 

 

 

 

 

 

 

 

 

E pronto! Cá ficam algumas dicas, parece uma fórmula 'sem graça' mas ... é muito a minha! Adoro este registo e acho que funciona sempre bem; é fácil, cómodo e pode resultar de forma mais cool ou tendência conforme os acessórios usados. 

 

 

 

 

Espero ter ajudado e que tenham gostado das sugestões :)))

 

 

*devo ter-me esquecido de algumas coisas

mas já fica algo para digerir.

 

 

 

kicking

 

 

Bom, como vocês já devem ter percebido, eu, a eterna resistente,

comecei a fazer exercício físico! 

(wohooooo!)

 

 

Vou falar-vos um bocadinho sobre isso - porque tenho que tirar isto do sistema! - e depois prometo que vos deixo em paz com estas coisas de fitness e wellness; que há por aí muito melhor gente do que eu para falar sobre isso.

 

Contexto: ando sempre a mil, quero fazer uma série de coisas ao mesmo tempo, tenho muitas ideias e quero coloca-las todas em prática, tenho um trabalho instável e vivo muito a adrenalina da incerteza (don't we all?), tenho dois filhos pequenos - que passam bastante tempo em casa, onde eu também trabalho - e, como é óbvio para qualquer pessoa que saiba juntar 2 + 2: não dá para tudo! Há sempre um lado da corda que rompe, e no meu caso - já dizia o Variações e bem - o corpo é que paga. Se o tempo é curto, como mal - quando posso ou 'se' posso - e depois, claro, com tanta corrida e sem alimentos bons, fico de rastos. Fica o corpo e a cabeça de rastos, e já se sabe que assim não se produz nada de especial. Nada. Em área nenhuma. É uma espiral negativa; sempre a perder e não vale a pena lutar contra isso, porque sem energia, clareza e foco, só se produz frustração.

 

Uma vez li um artigo (acho que foi na Vogue Uk) em que a directora da revista (com 4 filhos e muito mais responsabilidade profissional do que eu) tinha entrado em burn-out total. Quis estar em força em todas as frentes e foi-se perdendo pelo caminho. (um clássico! quem nunca?!...). Numa tentativa de dar a volta à vida e por sugestão de alguém, começou a treinar boxe e começou a contar de que forma é que esta actividade - que ainda lhe consumia mais tempo - a ajudou a organizar a vida de volta. Fui lendo porque o artigo estava óptimo e eu estava a identificar-me com tudo aquilo a 100%. A tal directora nunca tinha feito nada de exercício físico, não tinha pachorra, aborrecia-se e achava que isso não era uma prioridade - que era o que eu achava também, por isso fiquei mesmo presa ao artigo! Quando rebentou, parou tudo, começou a dar mais atenção em casa, começou a passar menos tempo no trabalho e começou a treinar boxe. Era uma forma de descarregar e descomprimir - gosto! - era uma forma de treinar o foco - gosto muito! - era uma forma de treinar a capacidade de antecipação e reacção - gosto gosto gosto! - e era também uma forma (das poucas) em que não se pode mesmo ficar a divagar ou a pensar em problemas/na vida/em coisinhas pequeninas (senão apanha-se!!).

 

Fiquei com isso na cabeça e pensei: se há coisa que eu sou capaz de gostar é de algo assim deste género. Fui adiando - claro - e depois quando apareceu este pretexto #DesafioActivia decidi: é agora!

 

 

Comecei a treinar - hoje foi o meu 7º treino - com aulas particulares,

e não é que eu gosto mesmo disto?!!!!

 

 

Não vou andar à luta com ninguém, não quero ser uma mázona, não me quero armar em forte, nem quero ser um pequeno Hulk. Quero tudo o que vos disse em cima: descomprimir, treinar o meu foco, treinar a minha capacidade de antecipação, treinar a minha capacidade de observação, controlar impulsos, treinar a minha paciência, treinar a minha resistência e sim, não vou mentir, também me sabe MUITO BEM dar uns socos!

 

 

É uma maravilha sacudir a tensão e pôr o cenário todo em perspectiva.

 

 

Resultado: perdi 3 horas de trabalho por semana, o que me está a complicar muito a agenda mas está a descomplicar TANTO o espírito que vale cada minuto. Está também a obrigar-me a filtrar melhor o meu tempo e a tratar o meu corpo de forma a poder estar com mais presença em todas as frentes.

 

 

 

É um treino espectacular para o maior ringue de todos:

a vida!

 

 

Ahaha, OK, estou a brincar (ou não!), mas é mesmo mesmo bom.

 

 

Entendo que há quem ache que é uma modalidade 'sombria' ou mais pesada,

mas eu posso dizer-vos que é pura animação e frescura!

 

 

 

 

 

 

 

Nestas imagens estou a ver se aprendo alguma técnica com o

Treinador Seleccionador Nacional de Muay Thai: o fantástico Luís Rosu,

com a colaboração da Federação Portuguesa de KickBoxing e Muay Thai

- que foi quem me pôs em contacto com os melhores!

 

 

Os meus treinos - e lições de vida! - são por Cascais, no Dramático,

com o grande Nuno Neves.

 

 

 

 

 

Há mais alguém por aí a praticar

este desporto e a adorar!?

 

 

 

 

 

 

Fotografia

Gonçalo M Catarino

 

Top, calções,

luvas de boxe e botas (que não aparecem aqui)

Adidas

 

 

 

 

 

 

shopping

 

 

 

Uma proposta fácil de look

desportivo-cool :)

 

 

 

A receita: Basta juntar uma base neutra - tudo na mesma cor - a estes casacos e ténis, e está a andar! Um casacão giro e uns ténis com uma enorme pinta são tudo o que é preciso para alinhar nesta tendência ultra-confortavel do Athleisure/Athluxury.

 

A base: eu gosto de juntar t-shirts ou camisolas com culottes (gosto mais de ver ténis com calças largas e curtas do que com skinny hoje em dia) mas cada uma saberá o que lhe fica melhor. Tenho usado muito esta fórmula com uma base completamente branca ou completamente preta. Também pode funcionar uma base cinza ou, uma parte de baixo numa cor e a parte de cima noutra (se bem que, para algumas mulheres isso já possa ser cor a mais).

 

Os detalhes: juntem uns óculos de sol e quem sabe uns brincos giros - para um resultado mais feminino. Se não quiserem não precisam de levar carteira, com estes bolsos grandes podem perfeitamente encaixar chaves de casa, telefone e um batom de cieiro ali dentro. Quem precisar de levar mais coisas - agenda, documentos, maquilhagem, etc - sugiro uma carteira de mão bem minimalista e modernaça.

 

 

 

 

 

 

 

 

Nota: baixinhas, estou a preparar um Post para vocês! Entretanto quero também dizer-vos que no dia 5 de Abril sai um encarte meu com a revista Caras com dicas de estilo, e entre elas está uma area 'como parecer mais alta & como parecer mais magra'. Para as baixinhas, esta primeira lista pode ser interessante :)

 

 

 

 

 

 

 

Estes casacos são todos da COS e os ténis são todos Adidas Originals.

 

 

 

 

 

The CRU

 

 

A semana passada fui almoçar ao The CRU - restaurante novo em Cascais - e nunca pensei ficar tão bem almoçada (para não dizer 'a desapertar o botão das calças!') com estas refeições super saudáveis :)

 

O The CRU já é bem conhecido pela sua Wrepe Van - que costuma estar em vários eventos, do NOS Alive aos Market Stylista! - mas este registo restaurante/mercearia é completamente novo, convidativo e acolhedor. Há oferta para todos os gostos (mesmo para quem torce o nariz a tanto verde) e para todos os cuidados (sem glúten, sem lactose, sem açúcar, etc). Há vinho biológico e há sobremesas óptimas - porque afinal de contas, a vida é para viver! - e há também muita diversidade de pratos, o que faz com que um almoço aqui seja tudo menos aborrecido.

 

O restaurante The CRU fica na zona da Torre em Cascais, e funciona também como mercearia e loja de produtos orgânicos. Fiquei impressionada com a quantidade de gente que por lá passou durante a hora de almoço e com a procura que este género de pratos/bebidas tem! Pedi um sumo verde 'para ganhar músculo' (bem preciso!), uma entrada de pepino com atum e bagas goji, um crepe ENORME de hummus (adoro hummus!) e no fim pedimos um bolo e trufas deliciosas - não me perguntem de quê que já não sei - e fomos bebendo agua aromatizada com limão e gengibre ao longo da refeição.

 

 

Antes de vir embora ainda trouxe

um frasco de oleo de coco que faz bem a uma série de coisas e

parece que ajuda a branquear os dentes (vou testar!).

 

 

Fica a sugestão para quem estiver por perto!

 

 

 

 

 

Instagram @stylista_mg

 

 

 

 

 

fim-de-semana

 

Bom dia!

 

(acordou tudo a horas hoje?! hehe!

a mim custou-me, confesso...)

 

 

Este fim-de-semana lá fomos nós (os adultos) para mais uma staycation; passar uma noite na nossa cidade, a fingir que somos de fora. Foi óptimo! Ficámos a dormir no FLORA Chiado - já vos falei sobre estes apartamentos aqui - e foi espectacular podermos sair de 'casa' a pé, descer até à Pensão Amor para beber um copo e sentir a vibração desta zona que começa cedo a encher-se de pessoas de todas as nacionalidades, em conversas animadas.

 

Começámos o jantar tarde com um grupo de amigos - no Las Ficheras - e foi tarde também que acabámos - no TOPO Clube. No final da noite soube lindamente poder voltar aos apartamentos a pé, à conversa, por esta Lisboa que já não dorme, e que está cheia de movimento a qualquer hora da noite.

 

No Domingo chovia sem parar mas dentro do nosso apartamento o conforto era total; descanso, paz e pão quente entregue à porta logo de manhã! De sonho :) Dormimos até tarde - um luxo que já deixámos de ter há muuuuuuuuuito tempo - e depois do check out demos meia dúzia de passos e entrámos no Kaffeehaus onde tomamos um mega brunch que nos alimentou para o resto do dia.

 

Apanhámos os miúdos e fomos para casa aproveitar a tarde de Domingo de chuva, em que só sabe bem ficar na preguiça e no descanso, com leitura, séries e muitos abracinhos à pequenada.

 

 

Bem bom!

 

 

Recomendo esta escapadela a dois,

que dá um feeling de mini-viagem (de 12 horas)

e sabe tão bem.

 

 

Agora é voltar ao trabalho em full speed.

 

 

 

Boa semana!