Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Stylista

BB Cream


3.1. Philip Lim, beauty SS 2013

O conceito de BB Cream a esta altura já não é novidade para ninguém!

Na minha cabeça - confesso que já não consigo acompanhar todos os benefícios de todos os produtos (mas adorava) - era um produto relativamente recente, que juntava cor e hidratante, destinado a quem não tinha tempo para grandes cuidados com a pele de manhã.

No site da NIVEA li mais sobre esta categoria e percebi que, além de ser um produto em desenvolvimento desde os anos 60/70 - ADORADO desde então por mulheres asiáticas que gostam de uma aparência luminosa e fresca (ao contrário dos excessos de maquilhagem ocidentais) - é mais do que um 2 em 1. Neste caso é mesmo um 5 em 1.

BB representa Blemish Balm - bálsamo de imperfeições,
e o da NIVEA cumpre as seguintes promessas:

  • protecção solar (FP 10)
  • hidratação, sem deixar a pele brilhante e oleosa;
  • mais luminosidade;
  • cobertura de imperfeições (olheiras, vermelhidão, manchinhas)
  • uniformização e minimização dos poros.


Gosto muito de andar sem maquilhagem no dia-a-dia, não há melhor do uma pele com aparência fresquinha, cheia de luz e bem hidratada; se um creme puder uniformizar a cor de forma discreta isso é uma excelente alternativa à base e aos correctores que me deixam com um efeito lama (... e barro mais tarde).

O que sinto com o BB Cream é que posso potencia-lo para resultados mais ajustados às minhas necessidades; ou seja, se preciso de mais hidratação (a minha pele nunca está satisfeita) ponho um hidratante intenso antes; se estou com olheiras nesse dia cubro melhor essa zona antes da aplicação do BB Cream e se quiser usar protecção solar mais alta - missão anti-envelhecimento ao fim de tantos anos ao sol!!! - finalizo o processo com um creme de protecção solar mais alta, que vou reforçando ao longo do dia.

Uma pessoa que não tenha estas necessidades pode perfeitamente usá-lo isoladamente e escolher entre um tom mais porcelana - para usar com roupas de tonalidades mais frias (branco gelo, azul marinho, menta, azul claro) e um tom mais dourado para aplicar sobre uma pele bronzeada ou para usar com roupas de tonalidades mais quentes.

3.1. Philip Lim, beauty SS 2013

A cor deste bálsamo não mancha a pele; a sua pigmentação funde-se e adapta-se ao tom real base, portanto o efeito é super natural - sem os riscos que corremos quando compramos a base no tom errado.

Durante as próximas 4 semanas vou partilhar algumas dicas
 'tendências + BB Cream'.

Dou mais detalhes em breve!

 
Post patrocinado pela NIVEA.
Obrigada ♥


22 comentários

Comentar post

Pág. 1/3