Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Stylista

resort



Em Janeiro os ricos fogem do frio e viajam para sítios quentes. A certa altura imagino que iam muito para cruzeiros, razão pela qual as linhas de prêt-à-porter começaram a criar oferta de vestidos de cocktail, fatos de banho e kaftans que entravam em loja logo depois das festividades natalícias. 

A oferta passou a ser constante e assim nasceu mais uma estação no ano da moda: a resort (ou cruise).

Há 10 anos havia meia dúzia de marcas a criar colecções resort, hoje em dia quase não há quem não o faça! 

Os ricos continuam a ir de férias - onde e quando entenderem - mas o comum mortal também já tem acesso a estas colecções - as originais ou o seu design-equivalente nas lojas mais baratas - e independentemente de viajar em Janeiro ou não, gosta das novidades que dão mote às próximas colecções de primavera.

Resort pode trazer casacos de pele ou fatos de banho; responde às 'necessidades' de quem vai de férias e às de quem, continuando no frio, procura peças novas. Resort responde essencialmente à vontade de começar de novo.

O mais importante - para mim, que tenho esta 'estação' como a minha preferida - é que traz os primeiros raios de sol, a notícia de um verão a caminho e peças invariavelmente de cair para o lado. 

São roupas e acessórios emocionais. Compras que não vamos conseguir usar agora mas que transpiram primavera e verão. Queremos usá-las já, de preferêcia com 30º na rua! É, juntamente com Pre-Spring, a estação onde se gasta mais dinheiro em produto que acabamos por não usar.

Be wise!


A minha colecção de eleição em Resort 2014 é Chloé.

5 comentários

Comentar post