Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Stylista

J. Lisbon #3

 

 

Na semana passada não publiquei a rubrica J. Lisbon. Não por esquecimento mas porque deste lado, com o mercado, uma série de colaborações em curso e uma miúda com uns dentes chatos que não a deixam dormir, está a vida virada do avesso!

 

A sério, se ando a dormir 5 horas por noite é muito. Está um caco humano miserável a escrever-vos deste lado do ecrã. Ahaha. Um caco feliz no entanto. Está tudo a andar e a correr bem, e esses dentinhos chatos estão quase cá fora também.

 

Publico hoje - com uma semana de atraso - uma fotografia tirada pelo  já há uns meses (fotografia que adoro!) com Styling totalmente masculino (nas calças percebe-se!) e peças nacionais que podem ser encontradas no J. Lisbon.

 

 

Uma das marcas que estou a usar é a +351 (que vocês já conhecem)

e a outra é a La Paz que merece também TODA a nossa atenção e

reconhecimento. Vejam mais aqui.

 

Na imagem:

 

camisa aqui • calças aqui (em azul)

ténis aqui • blusão de linho aqui (já deve ter esgotado no JL)

 

 

Fica a sugestão para os borrachos ;)

 

 

 

 

menswear

 

 

Num dia frio de Janeiro - e ainda assim mais quente do que o de hoje! - fui com o José Cabral fotografar algumas roupas de homem que estão esta estação à venda no J. Lisbon. Sei que hoje não é dia de rubrica J. Lisbon mas descobri estas fotos, gostei tanto delas, e - também porque vou falar da +351 já de seguida - decidi publicar!

 

A t-shirt é de homem e as calças também.

(Adoro o pormenor dos cintos que são atacadores)

 

O facto de estar a usar um sapato de cada cor é de propósito!

 

Achei que tinha mais graça assim :)

 

Tudo à venda no J.Lisbon

 

Até já!

 

 

 

 

 

Abril...

 

 

Este é um Post para os homens - da rubrica J.Lisbon | O Alfaiate Lisboeta - mas eu resolvi roubar o protagonismo (não aguentei!). 

 

Há várias razões para se usar um casaco de chuva (raincoat); a minha - que não costumo andar muito à chuva - é que adoro o estilo e a construção desta peça. Gosto da pintarola, gosto da combinação de cores e gosto da protecção, claro, do frio e da chuva. Ontem por exemplo estive 10 minutos à chuva com este casaco - foi testado! - e senti que podia lá continuar sem sentir uma gota.

 

Acho que pode ser ainda mais pertinente para quem:

 

  • ande muito de mota,
  • ande muito a pé,
  • ande de transportes públicos,
  • viaje para passear em cidades onde chove muito (assim consegue continuar a passear sem ficar ensopado),
  • passe tempo em sítios com neve,
  • não goste de guarda-chuvas,
  • não goste que a chuva seja um impedimento para andar na rua.

 

O verdadeiro propósito de um casaco de chuva (a sério) como este, é só esse: água não entra. O estilo minimalisma super cool é um plus.

 

 

 

A surpresa, é que a marca - chamada CAIÁGUA - é 100% nacional.

 

Gosto do pormenor do bolso interior - para guardar o que for preciso - e dos bolsos com aberturas laterais para podermos aquecer as mãos (ou só para o estilo! ahaha!). Gosto da possibilidade de apertar os punhos - porque sou miúda (desculpem, mulher) - e adoro as várias combinações de cores.

 

 

Vejam aqui algumas opções mais discretas - eu sei que nem toda a gente se atira para um amarelo (que eu acho lindo!) - e saibam também que, além destas cores também há CAIÀGUA's nas cores cor-de-laranja e, azul com capuz amarelo.

 

 

E agora só vos digo mais isto:

Abril,

águas mil.

 

Raincoats unissexo no

J. Lisbon

 

 

 

 

Instagram @stylista_mg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

J. Lisbon #1

  

 

E arranca hoje, conforme prometido, o primeiro Post da rubrica J. LISBON,

em colaboração com o Zé Cabral - aka, O Alfaiate Lisboeta.

 

 

Vamos começar pela base. Pelos básicos. Para mim são tudo e são também sem dúvida um excelente ponto de partida; um bom começo para esta nossa conversa.

 

 

Já lá vai o tempo das t-shirts de gola subida e apertada à volta do pescoço, já lá vai o tempo do algodão de 200 gramas, das t-shirts quase estruturadas. A peça mais fácil - para qualquer sexo e idade - quer-se leve e com os detalhes certos que conferem 'aquele' cool sem esforço. Manga pouco armada, gola ligeiramente descida para maior conforto, etiqueta inexistente (não há pior do que uma etiqueta incómoda numa malha suave) e, no caso das t-shirts +351, o pormenor de design no bolso com gravação 'designed in lisbon' (adoro!), o ligeiro enrolar da malha nas extremidades e a abertura nas costuras laterais para evitar um fitting muito 'quadrado'.

 

Além de todos estes atributos, a categoria de t-shirts do J. LISBON tem as melhores malhas e - para mim o argumento TOP - uma oferta de novos-neutros impressionante! Adoro estas cores 'sem nome', estes tons pedra, asfalto, céu, cal - sei lá - estes brancos e beges e verdes secos, ou castanhos claros, estes azuis diferentes, este preto leve.

 

 

Uma coisa é um trapo que vestimos para pintar a casa ou jogar uma futebolada com a malta. Que podemos até usar em Bali ou Banguecoque, na despedida de solteiro do mais louco dos nossos amigos. Outra é uma t-shirt. Uma t-shirt à séria. Aquela com a qual nos queremos sentir leves e frescos. Uma peça simples, cómoda e bonita, que pode perfeitamente servir de alternativa à mais bonita das camisas. Foram 'essas t-shirts' que tratei de encontrar para o J. LISBON.

 

(Zé Cabral, O Alfaiate Lisboeta)

 

 

O tipo de t-shirt que posso oferecer cá em casa

sem correr o risco de levar com esquisitices :)

 

Vocês o que acham?

 

A categoria de t-shirts do J. LISBON pode ser vista

aqui.

 

Espero que tenham gostado; esta rubrica volta na última 5ª feira do próximo mês com mais um básico imprescindível ou outra peça de roupa masculina menos explorada e igualmente interessante. Até lá!