Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Stylista

Apple Watch

 

Lembram-se de ter publicado um Post há umas semanas a dizer que estava com mixed feelings em relação ao Apple Watch? Dizia que o achava um objecto muito desejavel mas que não percebia a mais valia?! Pois bem, fui averiguar.

(dá-me um nervoso miudinho esta coisa da tecnologia, quero logo saber 'o que está a acontecer agora' neste mundo que me fascina duma maneira que vocês não queiram saber)

 

A loja GMS - que é um Apple Premium Reseller; tudo topo de gama e com uma pinta inacreditável, da loja aos acessórios (conhecem?) - tem um serviço de atendimento TOP e explica a quem queira saber (no Chiado é numa salinha privada muito simpática) tudo sobre qualquer gadget in store. A duração da 'aula' de Apple Watch é de 1 hora mas eu fiquei lá 2h! - para verem como tinha perguntas para fazer.

 

Se fiquei fã? Muito. Se entendi a pertinência? Sem dúvida. Se achei o Apple Watch um 'brinquedo' extremamente emocional e divertido? Hell yes.

 

 

Então vamos lá a isto,

 

situações em que, para mim, faz mais sentido o Apple Watch do que o iPhone:

 

  • Maps. Vou para uma reunião, saio de casa, assim que entro no carro escrevo a morada no Maps, ponho o iPhone no tabelier do carro (ou no colo, ou no assento do lado) e lá vou eu. Acontecem duas coisas invariavelmente: 1) à minima curva lá vai o iPhone para o chão - ou em direcção à janela aberta! - quando me vai parar aos pés é o fim! lá ando eu à pesca do telefone às vezes enquanto estou a guiar - um perigo!) e 2) não consigo não olhar para o Mapa (o que também é perigoso). Com o Apple Watch, o Maps está no pulso e só tenho que ir ouvindo as indicações. Tenho na mesma que colocar a morada no iPhone (é mais fácil) mas depois as indicações são dadas pelo relógio (e o telefone pode estar sossegado na carteira). É mais fácil e menos distractivo.

 

  • Chamadas. Ainda no carro (eu ando muito de carro por isso isto é tudo muito pertinente para mim), as chamadas podem ser atendidas no telefone, o som é óptimo, e assim não é preciso andar de auricular.

 

  • Mensagens. Ontem aconteceu-me estar muito atrasada para uma reunião (acontece-me muito infelizmente); quando estou a correr na rua ou se estou no carro à procura de lugar para o estacionar, não me dá jeito nenhum pegar no iPhone, abrir os emails (ou SMS), procurar a pessoa e escrever um texto a dizer que estou atrasada. É só uma tarefa que me vai fazer perder mais tempo. Com o Apple Watch dito a mensagem à Siri (que a percebe lindamente). A mensagem pode ser enviada como Audio (uma gravação de exactamente aquilo que eu disse), Texto (o tal ditado que fiz à Siri) ou, uma das várias mensagens pré-formatadas (é só clickar em 'estou 15mn atrasada' e já está). Uma das coisas que me estava a intrigar era precisamente isto: como é que se escreve naquele écran mínimo?! Não se escreve. As mensagens/emails/WhatsApps são ditados à Siri (que os escreve) ou em versão Audio. (rápido, fácil e on the go). A parte mais gira de estar a falar para um relógio é que nos sentimos o Michael Knight a chamar o Kitt.

 

  • Share location. Estou com alguém que tem um Apple Watch (de férias por exemplo), eu vou ver um sítio e ele (ou ela) vai ver outro. Não precisamos de fazer a chamada 'onde estás?' para nos voltarmos a encontrar. Basta um Share Location e se for preciso um Maps para indicar o caminho. (eu sei que o WhatsApp também tem isto tudo; este método parece-me mais rápido).

 

  • iTunes. Para correr, andar ou ir para o ginásio, podemos levar só o relógio e headphones com bluetooth (na GMS há uns MEGA). Já não há o fio do auricular a chatear a corrida nem a obrigação de ter um suporte para o iPhone. Mãos livres total. O iPhone também não precisa de estar a 30 metros. No final da sessão de exercício, quando Apple Watch e iPhone se voltam a emparelhar, a informação dessa actividade (corrida, ginásio, etc) é sincronizada. 

 

  • Calendário. Ainda não explorei bem mas esta é uma daquelas aplicações que só não tira - ainda - um café. O Apple Watch vê o nosso dia no calendário e cruza a informação com o estado do trânsito (por exemplo) para nos avisar quando temos de sair para chegar a horas. Controla e organiza a nossa agenda. Trata de tudo por nós. É espectacular. 

 

  • Photos! Esta gostei :) O Apple Watch não tira fotografias mas, se quisermos colocar o iPhone num sítio qualquer para nos tirar uma fotografia (um tripé, uma prateleira, etc) o Apple Watch funciona como comando. Ou seja, já não precisamos de ter o iPhone na mão para tirar uma selfie; o telefone capta a imagem e o relógio faz o click remoto.

 

Podia ficar aqui até amanhã mas também não vos quero cansar com mais informação. O que senti é que o Apple Watch é mais prático; não serve para ler nem explorar mas serve para facilitar o dia. Tira-nos o telefone das mãos e dá-nos as notificações mais pertinentes e as ferramentas mais úteis.

 

 

A parte emocional chega quando este acessório, tão perto da nossa pele, sabe tudo sobre o nosso batimento cardíaco e os nosso hábitos de exercício diário. Ontem recebi uma notificação a dizer para me levar um minuto e andar (que já estava há muito tempo sentada) - o desplante! E lá fui eu, mexer-me um bocadinho para ver se os meus círculos - é uma App - melhoram. (uma pessoa sente-se um bocadinho falhada quando percebe que não se levantou da cadeira o dia todo). A partir daqui entra o jogo e a gargalhada e as mensagens desenhadas com a ponta do dedo, e mais uma série de coisas que, como não podia deixar de ser, foram pensadas ao pormenor para solidificar a tal relação quase-afectiva com estes brinquedos.

 

Da mesma forma que o iPad ganhou o seu terreno numa série de funcionalidades (leitura, desenhos animados para miudos, browsing no sofá, companhia de férias e fim de semana), o Apple Watch vai encontrar também o seu lugar como uma espécie de assistente ultra eficaz, que ainda por cima se preocupa imenso com o nosso bem estar e saúde. 

 

Desengane-se quem acha que o Apple Watch não está para ficar.

 

 

Espero ter-vos ajudado a perceber melhor este gadget;

se quiserem a tal formação Apple para o Apple Watch,

procurem uma loja perto da vossa zona aqui.

 

 

O custo em loja é de 39€ e em casa (concelhos de Lisboa, Oeiras, Cascais, Sintra, Amadora, Odivelas, Loures e Almada) é de 79€. É um serviço premium - não vejo em mais lado nenhum esta disponibilidade - e por isso faz sentido que tenha um custo associado.

 

 

Quem já tem o Apple Watch lembra-se de mais alguma mais-valia

que me tenha escapado?

 

 

O modelo na imagem é o

Apple Watch Sport 38mm

com caixa em cor ouro rosa e bracelete branca.

Tudo na GMS Stores.

 

 

A pulseira é da COS.