Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Stylista

trend: Athluxury

 

 

 

 

 

Ora bem! Vou assumir - mesmo sem ter contado - que desta vez ganhou a tendência Athluxury, e fica anotada a vossa vontade em ver as melhores tendências para as mulheres baixinhas :) (e para os sapatos!)

 

Assumi o Athluxury porque é a tendência mais vista EM TODO O LADO - pensem na colecção Studio da H&M, nesta nova linha da Zara, em Hermès, em Stella, em Lacoste, nas super colaborações de luxo da Adidas, etc - e porque é a mais convidativa em termos de conforto.

 

Começámos no Ahtleisure - que era basicamente ir à Adidas (ou outra loja de desporto) comprar ténis para usar no dia-a-dia - e como nunca mais largámos os adorados ténis (tão amigos da calçada e da correria dos dias), a tendência evoluiu esta estação para o Athluxury, que se estende do calçado à roupa, e consiste em usar este registo com cortes mais sofisticados, cores mais suaves e, preferencialmente, materiais nobres!

 

Se querem que vos diga, o que diferencia a primeira da segunda é - na minha humilde opinião - a palette de cores! Enquanto a primeira tendência tinha muitas cores vivas (como a maior parte das linhas de activewear/desporto), esta segunda - a puxar para o feeling de luxo - vai mais para os rosas velhos, o toupeira, o preto e o off-white.

 

Athluxury pode ser simplesmente usar ténis de 1.000€, sweatshirts de 500€ e polos de 200€ (com o melhor design e os melhores materiais) ou então, na sua declinação-tendência, pode representar uma vibração muito clean, sofisticada e desportiva. Tudo o que se quer!

 

A tendência Athluxury é inspirada esta estação em equipamentos de ballet, esgrima e pára-quedismo (os macacos e os casacões em nylon muito fino e 'esvoaçante') e é facilmente reconhecida pelas suas linhas minimalistas em tons de 'pó' (não fui que inventei o nome, ahaha!). Este 'pó' pode ser cinza, branco, rosa ou bege.

 

Eu adoro a imagem de Athluxury mas acho-a muito difícil!

 

É fácil gostar de peças desportivas, é difícil separar-las e articula-las com outras mais elegantes. É difícil admitir que um look desportivo não tem necessariamente que inlcuir um par de ténis, e é difícil equilibrar e refinar estas peças para não se parecer demasiado casual.

 

 

Estou a trabalhar numas sugestões de looks para vos sugerir

- desculpem, demoro muuuuuito tempo nisto -

e espero publica-los amanhã!

 

 

Até lá fica este exemplo :)

 

 

macaco e saco Zara • ténis Common Projects

brincos Net-a-Porter

 

 

 

 

como usar: paper bag pants

 

 

 

 

Como vos disse ontem, as calças 'estão a ter um momento' nas tendências desta e das últimas estações (e próximas, seguramente!). Há vários feitios mas na linha da frente estão as calças de cintura subida, preferencialmente curtas e um pouco largas nas pernas.

 

Em linha com esta tendência - achava eu que as culottes não estavam para ficar, ah! - aparece esta Primavera a tendência Paper Bag Pants que, como o nome indica, se refere a um modelo de calças que parece um saco de papel apertado no topo. São calças de cintura MUITO subida - umas mais justas do que outras e outras mais curtas que outras - que são SUPER apertadas na cintura com um grande nó, cinto, elástico ou uns atilhos desportivos.

 

 

Não é um modelo fácil.

 

 

Não é mesmo. Mas se Stella McCartney e Isabel Marant o estão a pôr no mapa das tendências, preparem-se para ver um milhão de interpretações desta tendência! É daquelas que vamos resistir à primeira (eu já experimentei umas calças destas e jurei que 'nem pensar') e à qual somos depois capazes de sucumbir, quanto mais não seja porque são mesmo confortáveis (e escondem tudo e mais alguma coisa).

 

Eu confesso que prefiro as mais curtas e largas, menos marcadas na cintura (como as verdes da imagem). Deixo-vos neste Post as minhas sugestões de Styling para esta nova peça-estrela, espero que vos inspire! :)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sapatos

Se as calças forem largas no tornozelo (e curtas) podem perfeitamente ser usadas com ténis; se forem muito estreitas diria que ficam melhor com sandálias ou botins de salto estreito e alto. 

 

Tops

Este modelo de calças é a estrela! Fica bem com t-shirts ou camisolas neutras que não sejam muito largas nem muito justas. Qualquer top deve ser usado por dentro das calças para mostrar bem o efeito Paper Bag. Hoje em dia já há camisolas desenhadas para serem usadas por dentro das calças - são mais justas na cintura e um pouco mais largas em cima - vejam esta aqui como exemplo.

 

Carteiras

Como o nó (ou cinto) na cintura alta destas calças é tão vistoso diria que uma carteira de mão discreta é o mais apropriado para este modelo. As carteiras a tiracolo vão criar muita confusão (muitos elementos visuais atravessados à frente do tronco) e as de ombro também são capazes de 'pesar'. O ideal é não ter mais nenhum item a chamar a atenção perto da linha da cintura.

 

Casacos

Gosto de ver casacos MUITO compridos com estas calças. Aqueles que ficam quase alinhados com a bainha das calças.

 

Acessórios

Esquecer os colares, apostar tudo nos brincos (que podem ser grandes)! Anéis e pulseiras também ficam bem.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 calças verdes H&Mt-shirt  Zarasandálias Uterque

clutch Mansur Gavrielbrincos Melissa Joy Manning

 

 

 

 

trio paper bag

calças oversize H&Mcalças caqui Zaracalças verdes de seda H&M

 

 

 

 

 Instagram @stylista_mg

 

 

 

 

 

 

 

think pink

 

 

Esta Primavera o rosa é a cor estrela! Está em todas as lojas - como já devem ter visto - nas variações baby, hot, shocking, bubble gum e blush. Eu estou mais inclinada para a tonalidade suave e a minha inclinação é de tal forma que considero perfeitamente um tom sobre tom - como este da imagem.

 

Deixo-vos estas sugestões de shopping - tenho muitas mais! - para coordenarem a gosto, em conjunto ou com cores completamente diferentes.

 

 

 

 

sweatshirt H&Msaia Zara

mocassins H&Mboné H&M

anel COScarteira elefante Loewe

 

 

 

 

Instagram @stylista_mg

 

 

 

 

TREND: divination

 

 

 

 

 

Era mais ou menos disto que vos falava no Post anterior: uma estética cheia de mistica, astrologia, Tarot e astronomia! Muitos sóis, estrelas e amuletos. Uma tendência que 'piquei' há umas estações atrás - acho que foi em Valentino - e que está agora verdadeiramente consolidada em Dior, com o nome Divination. A tendência é também forte em joalharia, e está muito alinhada com a estética das mega designer-aristocrats-and-jet-setters Noor Fares e Eugenie Niarchos.

 

 

 

Adoro tudo!

 

 

 

lenços de seda Dior Spring 2017

pouch Tarot Diorbrincos compridos Percossi Papi

brincos curtos Percossi Papi (adoro esta marca)

 

 

 

 

 

 

Instagram @stylista_mg

 

 

 

 

 

magic

 

 

 

Quem viu o desfile de Dior Couture ontem?! Quem vibrou com, e acompanhou, o Dior Ball no Instagram?! Este momento gigantesco - grande investimento LVMH! - marcou a primeira colecção de couture desenhada por Maria Grazia Chiuri para a Dior, e fez-me lembrar 3 ou 4 tópicos sobre os quais ando há séculos a querer falar.

 

1. Adorava a dupla Churi e Piccioli em Valentino. Impressionante o trabalho que fizeram pela marca nos últimos anos; impressionantes as colecções - os detalhes, os motivos, a variedade nas silhuetas e a solidez nos conceitos, a riqueza nos materiais e nos acessórios, o desenvolvimento de peças altamente desejáveis (uma arte difícil nos dias de hoje em que as criações são cada vez mais... peculiares). Andei durante algum tempo a pensar 'tenho que falar sobre este trabalho inigualável'. Adiei, adiei, adiei e agora já não vale a pena falar sobre isso porque a dupla, ao fim de 26 anos de existência, deixou de existir. Pierpaolo Piccioli ficou em Valentino e Maria Grazia Chiuru, aos 52 anos, é agora a nova directora criativa de Dior.

 

2. Com o desfile Dior de Primavera (preparado em duas semanas!) - e agora com este de couture - percebi que apesar de ter adorado a dupla e de continuar fã do trabalho em Valentino, a minha veneração total vai para o trabalho desta senhora. (sobre isto posso falar mais à frente)

 

3. Tema nada a ver (mas a ver): ando doida com os anéis desta designer, porque ando outra vez (ao fim de uma série de anos) com saudades de cocktail rings. Quanto maiores, melhor! E portanto este era outro Post com sugestões que queria dar (a mim própria, pelo menos!).

 

4. Estou também para fazer há um tempo - e vou! isso vou! - um Post sobre esta onda de misticismo que a dupla trouxe para os desfiles (ainda em Valentino) e que agora está verdadeiramente reforçada com este mood de astrologia e astronomia em Dior, de magia...meia dark! Há muito tule, muitas estrelas e luas - ui, preparem-se para estrelas e luas esta estação - e o espírito é simultaneamente sonhador e rebelde. É uma estética cheia de segredos e desejos que apetece abraçar, e esperar que nos leve para um Baile de Máscaras igual a este.

 

Noutro tópico ao lado - mas incontornável e igualmente relevante - está o feminismo da designer, presente nesta colecção de Primavera e muito revisitado - com as t-shirts 'we should all be feminists' - durante as Women's March dos últimos dias.

 

 

 

 

 

A marca Dior - e Maria Grazia Chiuri - estão, como podem ver

carregadas de hype neste momento.

 

Estou entusiasmada com esta reviravolta da marca,

e cheia de vontade de acompanhar o que está para vir!

 

 

 

 

 

 

Instagram @stylista_mg

 

 

vem aí o frio, mas...

 

 

... já estão nas lojas as colecções de Resort!

 

E já sabe bem olhar para elas! Confesso que ainda não tenho saudades do Verão - ainda me está a saber bem este aconchego dos dias frios - mas adoro espreitar o que aí vem. (e tentar adivinhar o que é que vai chegar à Zara!)

 

Estas imagens são de Resort e Spring, e são para já as minhas preferidas no que diz respeito a tendências. Continuo a preferir esta silhueta mais larga e leve, à vibração punk ou à construção demasiado recta que para aí anda. (sou uma miúda comercial, fazer o quê?!...)

 

 

 

Querem apostar em como vamos ver sandálias muito parecidas

com estas em breve, numa loja perto de nós? :)

 

(espero bem que sim!)

 

Para já, espero que estas imagens sirvam como antídoto

aos dias de MUITO frio que estão a caminho.

 

 

 

 

 

 

 

As imagens são das colecções 

Isabel Marant (Spring 17), Chloé (Spring 17) e Mara Hoffman (Resort 17)

(via Vogue Runway).

 

 

 

 

 

 

tendência: the Maxi coat

 

 

 

Sou uma friorenta e sou uma pessoa muito prática, por isso, a minha fórmula de Outono/Inverno passa invariavelmente por uma base neutra - confortável e simples - por sapatos cómodos, e por um grande casacão! Adoro casacos. Há quem perca a cabeça com carteiras ou sapatos, eu tenho uma bela colecção de casacos. (os sapatos também não ficam atrás, hehe!)

 

Gosto da ideia de um casaco com uma enorme pinta, um excelente corte, uma estrutura que nos faz sentir imponentes e aquele efeito casulo tão reconfortante e protector. Gosto quando o casaco é a peça especial, quando é uma espécie de armadura, quando nos aquece (claro!) e quando É TUDO O QUE PRECISAMOS. Não há melhor do que um casaco que fica bem durante a semana, durante o fim-de-semana, no escritório, numa mini viagem e num jantar.

 

Um bom sobretudo precisa de pouco; quaisquer botins, camisolas simples e ténis - principalmente os ténis - resultam num estilo effortless e no ponto!

 

 

Deixo-vos com os meus preferidos do momento

e já vos dou algumas sugestões de styling.

 

 

sobretudo pied-de-poule H&Msobretudo militar Intropia

 

 

 

tendências Out|Inv 2016|17

 

Quero falar-vos sobre as tendências da próxima estação mas nem sei muito bem por onde começar. 

 

Já sabíamos que depois deste minimalismo tão arrumado só podia explodir uma ode ao maximalismo; à mistura de materiais, à decoração excessiva, ao mix-and-mismatch total. É previsível mas ainda assim difícil de digerir. :) O mood visto em vários desfiles é uma espécie de chá de senhoras, com a particularidade de todas parecerem saídas de um filme de Tim Burton (ver imagens em cima).

 

Pensem Helena Bonham Carter e chegam rapidamente a Prada, Chanel, Isabel Marant, Gucci e outras marcas que alinharam nesta tendência vagabonde e decadent, às vezes colorida e às vezes mais dark.

 

Há de tudo esta estação!

 

Há a miúda heavy metal, a miúda 70s rock band, a miúda 70s sport, a miúda coronel, a miúda retro-futurista, a miúda que toma chá, a miúda folk, a miúda rococó, a miúda ballerina (da pesada!) e até a miúda Popeye (the sailor).

 

Todas estas miúdas misturam materiais pesados e leves - cabedal e tule por exemplo - e combinam o passado com o presente - veludo com verniz?! É já! 

 

Uma vez que falar sobre todas as 'miúdas' deste Outono é uma missão praticamente impossível (pelo menos por agora) vou só deixar-vos as minhas tendências - ou roupas - preferidas.

 

 

Mais à frente mostro onde se podem encontrar

e como se podem usar estas peças - num registo mais terreno.

 

 

Então vamos lá:

 

 

Verniz

O verniz atrai-me e não sei explicar porquê. Acho muito giro - em apontamentos mais pequenos do que os que vemos nestas imagens - mesmo sabendo que depois tenho alguma dificuldade em usar. Verniz durante o dia, sim ou não?! Vamos ver como é a adesão a esta onda brilhante e futurista.

 

 

Botas brancas

 

Não quis saber da moda dos stilettos brancos (há uns tempos) mas agora que a conversa mudou para botas, sou toda ouvidos! Já tinha andado a piscar os olhos a uns botins brancos na Primavera e agora encontrei o par perfeito na Zara para dar um toque moderno às lãs de inverno. Os sapatos de biqueira quadrada e plataforma (estilo Austin Powers, imagem da direita) são outra enorme tendência, mas menos (muito menos) a minha praia.

 

 

Hierarquia Militar máxima

 

Tenente, Almirante, Major, Coronel ou General, e nunca menos do que isso! O estilo militar esta estação está na hierarquia máxima e por isso a ideia é não poupar nas insígnias - ou nos patches, bordados e pedrarias. Gosto principalmente desta combinação azul-encarnado, em alternativa ao verde tropa e ao azul escuro simples.

 

 

70s Sport

 

Para mim o desfile Lacoste AW16 - do 'nosso' Felipe Oliveira Batista - está a dar-nos a música certa para dançarmos nos próximos meses. Há muito verniz, há muitos casacões (lindos!), há botas altas que desaparecem por baixo de vestidos e saias abaixo do joelho, há uma vibe muito desportiva (a Lacoste teve uma presença grande nos jogos Olímpicos!) e uma inclinação forte para este mood 'férias de ski nos anos 70'.  A inclinação retro-sport é visível noutras marcas e, muita atenção à camisola ou casaco de fato-de-treino de fecho subido (imagem à direita) por baixo de sobretudos, parkas, blazers, casacos de peles e blusões - esta camisola está por todo o lado!

 

 

Puffa Jackets

Este Inverno ninguém passa frio! Casacos de ski, casacos de peles coloridas, sobretudos militares, parkas, blusões jeans e agora estão também em grande os blusões acolchoados. Exagerados, vistosos e muito quentinhos. Eu quero um!

 

 

 

Há muito mais tendências mas agora vou deixar-vos a digerir estas.

 

 

Com o meu telefone a dizer-me que estão 39º se calhar não é bem

o tema que vos interessa mais ler :)

 

 

Volto a relembrar-vos quando fizer sentido!